Avançar para o conteúdo principal

O que é o Marketing de Afiliados?


Se chegaste até aqui provavelmente procuras formas de trabalho através de casa, e com certeza já leste alguma coisa sobre o Marketing de Afiliados. Este é um mercado muito antigo na realidade. Mas aqui em Portugal acho que só nos últimos anos é que se tem ouvido falar mais a respeito, enquanto que em países como o Brasil e os Estados Unidos, este tipo de marketing já é uma grande tendência há vários anos.

O marketing de afiliados é um grande negócio na Internet e é bastante famoso entre todos aqueles que têm um site ou blog na Internet porque é uma forma de fazerem alguma renda extra através do site.

Todos os dias há muitas pessoas interessadas em trabalhar com marketing de afiliados e ganhar dinheiro com isso. O problema é que muitos acreditam que o marketing de afiliados é uma forma fácil e rápida de fazer dinheiro. Mas não é bem assim. É por isso que muitos desses novos afiliados, por não conhecerem bem o mundo dos afiliados, acabam por cometer muitos erros e desistem. 

Por outro lado há quem confunda o marketing de afiliados com o marketing multinivel, mas estes são dois mercados completamente diferentes. Aliás se quiseres saber mais sobre é o marketing multinivel e como funciona, podes ler este artigo.

O que é o Marketing de Afiliados

O marketing de afiliados é um mercado baseado no desempenho, ou seja o afiliado recebe uma comissão com base nos resultados que ele gera à empresa com quem se afilia. 

A empresa é que define qual é o objectivo da campanha de afiliação. Os objectivos podem variar entre: gerar uma venda, uma visualização, ou uma lead.

Duas grandes empresas dentro do marketing de afiliados são a Amazon e a Google. Cada uma delas trabalha de forma diferente. Enquanto que o objectivo da Amazon é fazer vendas através dos links de afiliados,  a Google tem como objectivo gerar visualizações nos seus anúncios publicitários. 

Como funciona o Marketing de Afiliados

Cada empresa pode criar e gerir o seu próprio programa de afiliados, mas normalmente os programas de afiliados são administrados por redes de afiliados compostas por dois órgãos funcionais, os afiliados do grupo e os comerciantes do grupo. Cada um tem a sua função e papel especiais quando se trata de marketing de afiliados. 

A rede de afiliados actua como um intermediário entre os comerciantes e os afiliados. É a rede quem fornece a tecnologia para entregar as campanhas e as ofertas aos comerciantes. E é a rede também que as cobra taxas de comissão dos comerciantes e, em seguida, paga aos afiliados que fazem parte do programa.

Benefícios do Marketing de Afiliados 

Os benefícios para a empresa são muitos. Para começar este é um mercado que está disponível a qualquer proprietário de um negócio físico ou digital que queira tirar proveito do marketing baseado no desempenho. Além disso a empresa tem a possibilidade de manter e operar o seu programa de afiliados ou delegar essa tarefa sem qualquer tipo de prejuízo para a empresa, às redes de afiliados. 

Já para não falar que com o marketing de afiliados essa empresa tem acesso a mercados e clientes sem que gaste o seu tempo valioso à procura dos mesmos. A empresa tem também como vantagem o poder de decidir quanto é que está disposta a pagar por cada venda que resultar de um visitante enviado por um afiliado. Outro aspecto atraente do marketing de afiliados do ponto de vista da empresa, é que nenhum pagamento é devido ao afiliado até que os resultados sejam analisados.

Mas é claro que o afiliado também tem muitos benefícios. Para começar o afiliado não precisa de ter o seu próprio produto para ganhar dinheiro, basta divulgar produtos que já existem. Além disso hoje em dia já não és obrigado a ter um site ou blog para promover os teus links de afiliado, apesar de ainda serem uma das melhores formas de divulgação. Mas cada vez mais pessoas têm tido bons resultados por usarem apenas as redes sociais como o Facebook, Whatsapp e Pinterest para divulgar os seus links. 

Guarda este Pin!



Outra vantagem é que o marketing de afiliados pode gerar uma receita em tempo integral para o afiliado e de forma quase passiva. Isso quer dizer que depois de divulgado, um link de afiliado pode gerar dinheiro infinitamente, ou enquanto aquela campanha estiver activa, e sem teres que fazer rigorosamente mais nada. 

Dito desta forma parece algo bastante simples de fazer. Mas trabalhar como afiliado envolve muito mais do que apenas divulgar links. Para teres os melhores resultados é importante conheceres bem o público do teu site para que lhes possas apresentar produtos ou serviços que vão de encontro com as necessidades deles. 

Por exemplo, se o público do teu site é  composto principalmente por mães que ficam em casa, então é provável que lhes interesse ver anúncios de emprego on-line, como pesquisas online ou um curso de assistentes virtuais. Este grupo também gostaria de ver links directos para produtos infantis e sites informativos sobre parentalidade.

Para facilitar o trabalho dos afiliados os comerciantes geralmente fornecem algum material direccionado ao sucesso das vendas como banners e informações detalhadas sobre os produtos. Muitos também dão suporte pessoal aos seus afiliados através de e-mail.

Acho que é fácil  de perceber que o marketing de afiliados é um óptimo mercado tanto para o comerciante quanto para o afiliado. Se os dois trabalharem em conjunto, o marketing de afiliados será vantajoso para ambos. Além disso, é uma maneira fácil e barata de começar a trabalhar em casa on-line, e podes estar pronta e a funcionar em poucos dias. Mas há uma coisa a considerar: como obter tráfego e tornares a tua oferta diferente de todas as outras. Mas sobre isso vamos falar noutro artigo.

Conta-me nos comentários se já trabalhas como afiliado ou se ainda tens algum dúvida sobre como começar. 

Mensagens populares deste blogue

10 Trabalhos a partir de casa SEM ser na Internet

Embora a Internet seja cada vez mais utilizada como um meio de trabalho através de casa, ainda há quem prefira desenvolver outro tipo de actividades que não estejam diretamente relacionadas com o mundo virtual. E sim, isso é possível. Vamos falar sobre algumas delas neste artigo.

Para não se esquecer destas sugestões, guarde esta imagem no Pinterest


Pare e pense! Tem algum quarto ou espaço na sua casa que pode ser transformado num atelier ou escritório caseiro? Se a resposta é afirmativa então há um leque variado de actividades que pode desenvolver nesse espaço:
ContabilidadeConsultas WorkshopsExplicações EscolaresAulas de Música/ Pintura/ Costura/ Etc..Atelier de Artesanato / CosturaGabinete de EstéticaConsultoria/Revenda de BelezaOrganizadora de EventosPetsitting ou Grommer (canina)
É claro que antes de avançar para um projecto desse tipo convém avaliar os custos e as suas possibilidades no momento. Podem estar envolvidas algumas obras de melhoria do espaço ou então a aquisição de ma…

Como trabalhar como Assistente Virtual

Se procuras formas de trabalhar em casa, com horários flexíveis, e com um bom rendimento, então trabalhar como Assistente Virtual (AV) pode ser a escolha indicada para ti.
Talvez te estejas a perguntar, o que é uma Assistente Virtual? Neste artigo, vou explicar não só o que é uma Assistente Virtual, mas também que tipo de serviços podes oferecer como AV, o que precisas para ter tornares uma AV e quanto podes ganhar.
O que é uma AV?Uma Assistente Virtual é uma pessoa que presta serviços de apoio a uma empresa, empreendedor ou marca. Como o nome indica estes serviços são prestados de forma remota (ex: a partir de casa) e são geralmente pagos à hora. 
É claro que este tipo de trabalho a partir de casa só é possível devido à evolução tecnológica, que permite que qualquer pessoa que tenha uma ligação à Internet e use o armazenamento na nuvem, preste uma variedade de serviços digitais para empresas sem ter que estar nos seus escritórios físicos.
Que tipo de serviços presta uma Assistente Digita…

Como encontrar o meu nicho e o meu público-alvo

A maioria dos especialistas em marketing dizem que precisas escolher um nicho e um público-alvo. Mas sabes porquê?
Pensa no seguinte exemplo: se tu estiveres a ter uma conversa com um total desconhecido, como é que sabes sobre o que deves falar? A menos que consigas encontrar um ponto em comum, a conversa provavelmente terá vida curta.
Como nenhum de vocês conhece o outro, é preciso encontrar uma maneira de estabelecer uma conexão para se envolverem na conversa.
O mesmo acontece no marketing. Tu precisas criar uma conexão com o teu público, se quiseres que ele preste atenção e fique por perto para descobrir qual é o teu produto ou serviço.
E, para criar essa conexão, tu precisas saber algo sobre eles. Precisas saber que problemas eles têm e como é que podes ajudar a resolver esses problemas. Basicamente, tu precisas ouvi-los e entendê-los.
É por isso que é tão importante escolher um nicho e um público-alvo claramente definido. Depois de escolheres um grupo distinto de pessoas que tu …