Avançar para o conteúdo principal

Porque não te apoiam como empreendedora?



Ontem ao fazer a minha ronda habitual pelas Stories do Instagram deparei-me com uma fotomontagem com 2 imagens. Na imagem de cima aparecia uma jovem num posto de trabalho e a legenda era "Consegui o trabalho" e essa imagem tinha 270 likes e 86 comentários. Na imagem de baixo aparecia a mesma rapariga num espaço grande e a legenda era "Abri um negócio" e essa imagem tinha apenas 3 likes e 1 comentário.

É claro que nenhuma daquelas situações retratadas nas imagens era real, mas o que a pessoa que fez esta montagem quis chamar à atenção é bem real: a falta de apoio que muitas empreendedoras têm. Portanto se és uma empreendedora e sentes que os teus amigos e familiares dão pouco ou nenhum apoio aos teus projectos, acredita que não és a única.

Mas se eles são a nossa família e os nossos amigos, porquê que eles não nos apoiam?

Bom, partindo do principio de que a nossa família e os nossos amigos gostam de nós e querem o melhor para nós, a falta de apoio deles pode estar relacionada com 3 fatores: resistência à mudança, não acreditarem em nós ou no nosso projecto, e falta de informação.

Resistência à mudança

Apesar de vivermos numa era muito moderna e evoluída a vários níveis, existem muitas pessoas que por natureza são resistentes à mudança. Isso faz com que elas estejam muito apegadas àquilo que conhecem e que no fundo lhes transmite alguma segurança.

No que toca a fontes de rendimento, aquilo que a maioria das pessoas conhece e considera seguro, é o típico emprego com um patrão, das 9h-18h e com um salário fixo. Assim sendo, tudo o que foge desse padrão encontra-se fora da zona de conforto dessas pessoas. E como sabemos, sair da nossa zona de conforto não é fácil.

Por isso é natural que quando apresentas os teus projectos ou ideias de negócio a pessoas que têm esta resistência à mudança a reacção não seja a melhor ou não seja aquela de que estás à espera. 

Não acreditarem em nós / no projecto

Muitas vezes a falta de apoio surge porque os nossos amigos ou familiares não acreditam que seremos capazes de levar o projecto avante ou que o nosso projecto vá ter sucesso. Quando esse é o caso, as pessoas tendem a explicar os motivos porque acham que não vamos ser bem sucedidos. Nessas situações é bom escutarmos, porque podem de facto estar a escapar-nos alguns pormenores importantes relacionados com o sucesso do nosso projecto. 

Mas a verdade é que são poucas as vezes em que os argumentos apresentados são verdadeiramente relevantes. Normalmente são argumentos do género:

"Tu não tens jeito para isso"
"Isso já está muito visto, só vais ser mais uma"

"Isso no nosso país não tem muita saída"
"Esse tipo de negócio é um esquema, só te querem sacar dinheiro"
"É muito difícil viver disso"

Falta de informação

Outra vezes a falta de apoio surge devido à falta de informação. E nesse caso a culpa é nossa! Não é que tenhamos de fornecer todos os dados a respeito do nosso projecto, até porque o segredo continua a ser a alma do negócio. Não é isso!

Mas temos que, como se diz em bom português, saber vender o nosso peixe. O que acontece às vezes é que, na altura partilhar com outros esse projecto que é super importante para nós e que pode mudar a nossa vida, estamos tão entusiasmados que acabamos por nem explicar porque é um projecto viável, porque achamos que vai ter sucesso e quais as estratégias que pretendemos usar.

No fundo nós é que acabamos por não passar a segurança necessária aos nossos amigos e familiares para que eles acreditem que o nosso projecto vai ser algo bom para nós e darem-nos então o desejado apoio que procuramos.

Gostaste deste artigo? Guarda esta imagem no Pinterest e volta a lê-lo sempre que precisares.



No final das contas os nossos amigos e familiares sofrem do mesmo que nós sofremos: medo do fracasso. Ninguém quer ver um amigo ou familiar numa situação económica difícil. Mas não deixes que o medo ou a falta de apoio deles te impeçam de investir no teu projecto. Mesmo que não consigas o apoio deles agora, um dia serão os teus resultados a convence-los.










Mensagens populares deste blogue

10 Trabalhos a partir de casa SEM ser na Internet

Embora a Internet seja cada vez mais utilizada como um meio de trabalho através de casa, ainda há quem prefira desenvolver outro tipo de actividades que não estejam diretamente relacionadas com o mundo virtual. E sim, isso é possível. Vamos falar sobre algumas delas neste artigo.

Para não se esquecer destas sugestões, guarde esta imagem no Pinterest


Pare e pense! Tem algum quarto ou espaço na sua casa que pode ser transformado num atelier ou escritório caseiro? Se a resposta é afirmativa então há um leque variado de actividades que pode desenvolver nesse espaço:
ContabilidadeConsultas WorkshopsExplicações EscolaresAulas de Música/ Pintura/ Costura/ Etc..Atelier de Artesanato / CosturaGabinete de EstéticaConsultoria/Revenda de BelezaOrganizadora de EventosPetsitting ou Grommer (canina)
É claro que antes de avançar para um projecto desse tipo convém avaliar os custos e as suas possibilidades no momento. Podem estar envolvidas algumas obras de melhoria do espaço ou então a aquisição de ma…

Como trabalhar como Assistente Virtual

Se procuras formas de trabalhar em casa, com horários flexíveis, e com um bom rendimento, então trabalhar como Assistente Virtual (AV) pode ser a escolha indicada para ti.
Talvez te estejas a perguntar, o que é uma Assistente Virtual? Neste artigo, vou explicar não só o que é uma Assistente Virtual, mas também que tipo de serviços podes oferecer como AV, o que precisas para ter tornares uma AV e quanto podes ganhar.
O que é uma AV?Uma Assistente Virtual é uma pessoa que presta serviços de apoio a uma empresa, empreendedor ou marca. Como o nome indica estes serviços são prestados de forma remota (ex: a partir de casa) e são geralmente pagos à hora. 
É claro que este tipo de trabalho a partir de casa só é possível devido à evolução tecnológica, que permite que qualquer pessoa que tenha uma ligação à Internet e use o armazenamento na nuvem, preste uma variedade de serviços digitais para empresas sem ter que estar nos seus escritórios físicos.
Que tipo de serviços presta uma Assistente Digita…

Como encontrar o meu nicho e o meu público-alvo

A maioria dos especialistas em marketing dizem que precisas escolher um nicho e um público-alvo. Mas sabes porquê?
Pensa no seguinte exemplo: se tu estiveres a ter uma conversa com um total desconhecido, como é que sabes sobre o que deves falar? A menos que consigas encontrar um ponto em comum, a conversa provavelmente terá vida curta.
Como nenhum de vocês conhece o outro, é preciso encontrar uma maneira de estabelecer uma conexão para se envolverem na conversa.
O mesmo acontece no marketing. Tu precisas criar uma conexão com o teu público, se quiseres que ele preste atenção e fique por perto para descobrir qual é o teu produto ou serviço.
E, para criar essa conexão, tu precisas saber algo sobre eles. Precisas saber que problemas eles têm e como é que podes ajudar a resolver esses problemas. Basicamente, tu precisas ouvi-los e entendê-los.
É por isso que é tão importante escolher um nicho e um público-alvo claramente definido. Depois de escolheres um grupo distinto de pessoas que tu …